Assessoria do Mandato participa de Audiência Pública sobre transporte coletivo.

13 Maio o Dia Nacional de denúncia Contra o Racismo
13 de maio de 2015
IMPOSTO PREDIAL E TERRITORIAL URBANO – IPTU 2015
15 de maio de 2015
Exibir tudo

Com a criação da frente parlamentar para discussões sobre mobilidade urbana em Colombo, nosso mandado já busca capacitação e informações para debater o tema com maior qualidade e assim poder elaborar propostas que beneficiem nosso município e a região metropolitana.

O evento “Novos rumos para o transporte público” proposto pelo vereador Jorge Bernardi, ocorreu no dia 10 de abril, na Câmara Municipal de Curitiba e trouxe informações importantes para que se possa entender os problemas na operação do transporte público, bem como buscar alternativas para que se possam ser corrigidas as irregularidades existentes no contrato de concessão.

Estiveram presentes: a vereadora Professora Josete (PT), os vereadores Chicarelli (PSDC), Rogério Campos (PSC), Pedro Paulo (PT), Jonny Stica (PT), Ailton Araújo (PSC), Tico Kuzma (PROS) e Chico do Uberaba (PMN). Além do Senador Roberto Requião, Stenio Jacob, André Machado e Lafaiete Neves, compuseram a mesa do seminário “Novos Rumos do Transporte”: o ex-secretário municipal da área, Geminal Pocá; o jornalista Nemécio Müeller; o presidente do SindiUrbano (Sindicato dos Trabalhadores em Urbanização do Estado do Paraná), Valdir Mestriner; e a vereadora Larissa Martins (PT), de Agudos do Sul.

De acordo com Jorge Bernardi, passados já dois anos da CPI do transporte público, quase nenhuma providência foi tomada para correção das irregularidades.

O primeiro a falar na tribuna, foi André Machado, membro do Sindicato dos Bancários de Curitiba e integrante da Plenária Popular. Ele citou iniciativa recente, no Estado do Rio de Janeiro, da Prefeitura de Maricá que em dezembro do ano passado, passou a contar com quatro linhas de ônibus totalmente gratuitas, operadas por uma autarquia municipal.

No entanto, suas principais argumentações foram acerca das irregularidades do processo licitatório para concessão do transporte público de Curitiba. Segundo ele, “não há outra solução a não ser anulação do contrato”. (Confira o discurso de André Machado na íntegra aqui).

Em seguida, o professor Lafaiete Neves, membro da Plenária Popular do Transporte e autor do livro “Movimento Popular e Transporte Coletivo de Curitiba”, comentou sobre a implantação da tarifa zero, referenciando também a iniciativa do gestor da cidade de Maricá-RJ e falou sobre a alteração do crédito em transporte, que antes era em número de passagens e agora é em dinheiro. “Com isso, o usuário perde passagens a cada reajuste da tarifa” complementou o professor.

O senador Roberto falou sobre sua tentativa de abertura no senado, de uma CPI do transporte público e também a implantação da frota pública ocorrida em sua gestão na prefeitura de Curitiba, em 1986.

 

14/04/2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *