Mandato Popular Participativo Ver. Anderson Prego acompanha reunião do CMAS

800 Vagas de emprego para Pessoa com Deficiência
22 de julho de 2014
Mandato Popular Participativo apoia o Plebiscito Popular do Sistema politico
27 de agosto de 2014
Exibir tudo

Estivemos presentes na reunião ordinária do Conselho Municipal de Assistência Social – CMAS, que aconteceu no CRAS Maracanã no dia 05 de julho e, dentre outros assuntos, foi apresentado o plano de trabalho do CREAS POP instalado em Colombo.

O CREAS POP – Centro de Referência Especializado da Assistência Social é uma unidade pública responsável pela organização e oferta de serviços de proteção social especial do Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Presta apoio, orientação e acompanhamento a famílias com um ou mais de seus membros em situação de ameaça ou violação de direitos.

De acordo com o plano de trabalho apresentado, o CREAS POP, que será chamado de Encantos de Colombo, terá como objetivos: a reinserção de pessoa em Situação de rua (moradores de rua) nas respectivas famílias; a oportunidade de retorno à cidade de origem; o atendimento à saúde mental; a oferta de cursos de aperfeiçoamento e profissionalizantes; terapias e outras formas de atendimento para a garantia de direitos.

Para tanto, o trabalho deve ser feito a partir de uma rede integrada por diversos órgãos e equipamentos públicos. Consta no plano que o CREAS será a porta de entrada para os cidadãos que aceitarem participar dos cursos, oficinas e demais terapias ofertadas.  Os CRAS – Centros de Referência em Assistência Social, ficarão responsáveis pela oferta de cursos e atendimento à base (contatos e, se possível visitas às famílias de origem). A parceria existente com a URBS – Urbanização de Curitiba -, auxiliará no transporte dos residentes. As USF’s – Unidades de Saúde da Família identificarão e farão o encaminhamento para o tratamento de doenças. O Pronto Atendimento irá compor a rede, atuando nas situações emergenciais de surto ou acidente, recebendo pacientes do CREAS ou encaminhando casos identificados. Os CAPS E CAPS AD ofertarão tratamento psicológico e terapias para os pacientes que necessitarem e aceitarem. Além disso, o trabalho contará ainda com o apoio da Polícia Militar, da Polícia Civil e da Guarda Municipal para garantir a segurança dos residentes e da equipe técnica.

No entanto o convênio, que era para ser tripartite, ou seja, com contribuições do Governo Federal, Governo do Estado e Prefeitura Municipal, conta apenas com investimentos municipais e federais, pois o Governo do Paraná retirou de pauta essa importante discussão. Nosso mandato irá agora, acompanhar as negociações até que o convênio seja respeitado integralmente.

07/08/2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *