Números do mercado pet e do abandono de animais no Brasil

Comunidades do Fátima e Paloma terão suas reivindicações atendidas na área de esporte e lazer
14 de junho de 2018
Anderson Prego reivindica transparência no planejamento orçamentário de Colombo.
18 de junho de 2018
Exibir tudo

Com uma população de animais de estimação que já ultrapassa os 130 milhões, o Brasil representa o terceiro maior mercado PET do mundo em faturamento, atrás apenas dos Estados Unidos e do Reino Unido. O setor teve receita de 18,9 bilhões de reais no ano de 2016, com alta de 4,9% em relação a 2015, e grande parte desse êxito se deve a mudança de status pela qual os bichos passaram dentro dos lares brasileiros.

A pesquisa sugere ainda que, para aqueles que possuem um animal de estimação (cão, gato, roedor ou ave), a adoção suscita motivações pessoais, mas também pode resultar de uma ação impulsiva. Assim, por uma questão de princípios e por não concordar com a venda de animais, 45,5% resolveram adotar (aumentando para 53,7% entre as mulheres), enquanto 39,5% adotaram/pegaram na rua, pois tiveram dó e nem pensaram na hora (aumentando para 47,0% entre os homens).

Em geral, os pets de hoje estão longe de levar uma “vida de cão”, como diz a conhecida expressão popular, já que a grande maioria dos animais com lar é tratada como parte da família, muitas vezes tendo direito à alimentação saudável, acompanhamento médico, momentos de lazer e manutenção regular da higiene, além da intensa dedicação emocional de seus donos. Essa tendência a um tratamento cada vez mais humanizado, por sua vez, enseja inúmeras oportunidades de negócios, como planos de saúde, spas, centros de tratamento médico e atividade física, espaços para socialização e realização de eventos entre donos e seus pets, hotéis e creches com cuidadores especializados, itens de moda/vestuário e acessórios, brinquedos e uma linha de alimentos naturais que inclui até mesmo biscoitos integrais e orgânicos, ou mesmo rações livres de substâncias transgênicas, por exemplo.

Por outro lado, dentre aqueles que compraram seus pets ao invés de optar pela adoção, as principais justificativas são o desejo de ter uma raça específica (61,2%, aumentando para 70,7% na Classe A/B), o fato de saber as características de antemão, no caso de um animal de raça (16,4%) e por que tentaram adotar um animal, mas não encontraram nenhum que se adequasse ao perfil buscado (8,6%).

 

O OUTRO LADO: ABANDONO

A Organização Mundial da Saúde estima que só no Brasil existam mais de 30 milhões de animais abandonados, entre 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães. Em cidades de grande porte, para cada cinco habitantes há um cachorro. Destes, 10% estão abandonados. No interior, em cidades menores, a situação não é muito diferente. Em muitos casos o número chega a 1/4 da população humana.

Mesmo com a difusão da ideia de considerar os bichos como integrantes da família, algumas pessoas ainda seguem a direção de percebê-los como mercadorias, que, consequentemente, podem ser descartadas. Dentre os motivos do abandono estão os mais banais, como por exemplo as viagens nos períodos de férias, quando o cidadão não tem onde deixar o animal, ou ainda, o nascimento de uma criança na família e a impossibilidade de manter o animal no mesmo ambiente, e até mesmo o abandono do bicho de estimação devido ao início de um relacionamento amoroso com alguém que não goste de animais.

Combater o problema é fundamental. Mais importante ainda é não deixar que ele aconteça. Sabemos que todos precisam ter direito a vida e nós humanos com certeza somos minoria perante aos demais habitantes da Terra. Por isso devemos respeito.

Confira as ações do Mandato Popular Participativo Vereador Anderson Prego, a fim de contribuir para que Colombo pudesse intervir e solucionar esta questão em nosso município.

14/11/2015 – Audiência pública sobre a proteção e defesa dos direitos dos animais no município de Colombo – tema da Proteção, Defesa, Guarda e Posse Responsável de Animais Domésticos, bem como a Proteção aos Animais Errantes no Município de Colombo no Paraná.  A presente audiência foi proposta pelo Vereador Anderson Ferreira da Silva (Vereador Anderson Prego) e Partido Pátria Livre (PPL).

PROJETO DE LEI Nº ___/2018 – Institui a Política Municipal de Manejo de Cães Comunitários no Município de Colombo e dá outras providências.

132/18 – Cadastramento de voluntários para auxiliar nas ações de proteção animal no Município de Colombo

Ofício nº.140/2018 – Solicito informações sobre a ocasião em que foram retiradas as camas e demais utensílios destinados ao bem-estar animal do Terminal do Maracanã.

1047/17 – Realização de estudos para estender o benefício de isenção fiscal, relativo ao IPTU, à munícipes que adotem cães de rua nesta municipalidade.

1046/17 – Publicitação do recurso financeiro destinado à castração de animais no município de Colombo.

974/17 – Feiras para adoção de animais no Bairro Maracanã.

 

Ofício nº 157/2017 – Formação e formalização da Frente Parlamentar em defesa e proteção dos animais.

Pedido de Informação nº 004/2015/ referentes à realização de iniciativas que esta municipalidade prevê executar com a finalidade de solucionar este grave problema.

710/14, – Parceria com a Universidade Federal do Paraná – UFPR, para execução no município de Colombo, do projeto controle de zoonoses e educação em guarda responsável em Curitiba e região metropolitana, idealizado pelo curso de medicina veterinária desta mesma universidade

730/14 e 451/14 – Execução de um censo populacional de animais no município de Colombo.

443/14 – Criação do conselho municipal de defesa dos direitos dos animais no município de Colombo.

 

PROJETO DE LEI Nº ___/2016 – Dispõe sobre a segurança e proteção e cuidados elementares a serem observados pelos proprietários, possuidores e condutores contra o ataque e mordidas e transmissão de zoonoses pelos de cães e do crescimento desordenado da população canina no Município de Colombo e dá outras providências.

PROJETO DE LEI 2015 Nº 791 /2016 – Institui o Dia Municipal Dos Direitos e Proteção Dos Animais 04/08/2016 – AJ – 04/08/2016 – Divulgado

PROJETO DE LEI 2015 Nº 797/2016 – Institui o Dia Municipal da Prevenção à mordedura Canina no Município de Colombo e dá outras providências 17/08/2016 – AJ – 16/08/2016 – Divulgado

Fontes: SPC Brasil, Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas – CNDL, ABINPET, ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *