Plenária por Mais Democracia, Mais Direitos e Combate à Corrupção

Mandato Popular Participativo Vereador Anderson Prego realiza reunião mensal
30 de março de 2015
Anderson Prego propõe elaboração do Plano Municipal de Gestão de Resíduos Sólidos
1 de abril de 2015
Exibir tudo

Marici Seles, assessora Parlamentar do Mandato Popular Participativo Vereador Anderson Prego, participa no dia 31 de março de 2015 da Plenária por Mais Democracia, Mais Direitos e Combate à Corrupção, realizada no auditório do Sindicato dos Trabalhadores da Construção Civil – SINTRACON, em Curitiba.

O objetivo do debate foi além de fazer memória aos 51 anos da Ditadura Militar, foi discutir questões de combate a retrocessos no direito dos trabalhadores e trabalhadoras e contra a democracia. Foi debatido também sobre reforma política, Petrobras e pela implementação do projeto de desenvolvimento econômico com justiça e inclusão social com a ajuda dos movimentos sociais.

 

Teve destaque na plenária o fato histórico da sangrenta Ditadura Militar no Brasil, que reprimia o povo obrigando-os a pensar igual ao Estado Militar, a classe dominante e grandes grupos internacionais, com o intuito de controlar totalmente o poder público.

 

Foi ressaltado, a importância das reformas para o desenvolvimento do País, como por exemplo a reforma política, da mídia, dentre outras a fim de avançar no projeto democrático e popular. O evento reuniu mais de 20 entidades ou movimentos sociais e teve amplo debate sobre os temas apresentados.

 

Estiveram presentes: CUT – Central Única dos Trabalhadores; FUP – Federação Única dos Petroleiros; CTB – Central Dos Trabalhadores do Brasil; UNE – União Nacional Dos Estudantes; MST – Movimento dos Trabalhadores Sem Terra; CMP – Central dos Movimentos Populares;MAB – Movimento de Atingidos Por Barragem; LEVANTE Popular da Juventude; FETRAF – Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar; FDE – Fora do Eixo Mídia Ninja

MMM – Marcha Mundial das Mulheres; PLEBISCITO Constituinte; Plataforma Operaria Camponesa da Energia; Juventude REVOLUÇÃO; UBM – União Brasileira de Mulheres

FNDC – Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação; CONAM – Confederação Nacional de Associações de Moradores; UNMP – União Nacional por Moradia Popular; CONEN – Coordenação Nacional de Entidades Negras, dentre outros.

 

Ao final foi deliberado a construção de uma nota de repúdio e manifestos contra a PL 4330/2004 que permite a contratação de terceirizados em todas as atividades comerciais, inclusive na fim, a principal da empresa, que poderá funcionar sem nenhum contratado direto. Projeto de Lei que será votado na Câmara dos Deputados Federais dia 07 de abril de 2015, haverão manifestações em todo o país e especialmente em Brasília.

 

E no próximo dia 02 de abril completará um ano que o ministro do STF, Gilmar Mendes, pediu vistas no processo de Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 4650, proposto pela OAB, que tornaria inconstitucional o financiamento empresarial de campanha. O fato ocorreu quando a votação estava 6 votos a favor contra apenas 1 desfavorável, ou seja, a ADI já está aprovada faltando apenas a sua definição. Este fato terá um manifesto em descomemoração da interrupção do processo as 13h na boca Maldita em Curitiba.

01/04/2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *