Políticas Públicas são a solução!!!

Anderson Prego participa do Seminário Fé-Política para Jovens
21 de setembro de 2015
Vereador propõem indicações legislativa para solucionar problemas de Colombo
28 de setembro de 2015
Exibir tudo

No sábado (19/09) no Auditório do Colombo Park Shopping, foi realizado um Debate sobre a “Redução da Maioridade Penal”. Estiveram presentes alguns vereadores, lideranças comunitárias e jovens, que realizaram debates e aprofundaram nesta importante temática.

 

O evento foi organizado pela juventude do PMDB em parceria com a Fundação Ulysses Guimarães no Paraná e contou com a palestra de Marcio Carvalho. Segundo o vereador Anderson Prego foi um importante espaço para que todos os presentes pudessem aprofundar o tema e concretizar a certeza de que a redução da maioridade penal não é a solução para combater qualquer forma de violência e muito menos para solucionar este problema na sociedade brasileira. “Temos acompanhado debates favoráveis e contra a redução da idade penal. Temos certeza, que este tema não pode ser discutido sem aprofundarmos e vermos o que de fato causa os atos infracionais. Sabemos que a reincidência de adolescentes é muito menor em sistemas próprios, cerca de 30%, já no sistema prisional para adultos o índice se eleva para 70%, portanto precisamos saber o que irá resolver e o que irá somente dar uma falsa ideia de solução.”

 

O vereador também se referiu as experiências de outros países, que reduziram a idade penal e não resolvendo tiveram que reconhecer o erro e aumentar a idade penal. “Nós não podemos fazer experiência com a vida das juventudes. Temos em primeiro lugar garantir a aplicação efetiva do Estatuto da Criança e do Adolescentes, bem como garantir políticas públicas para este segmento. Não temos, no geral, nos municípios estruturas adequadas para prática de esportes, formação, capacitação, inserção dos jovens nas universidades, muito menos temos incentivos culturais adequados. Não aplicamos políticas públicas, que resolvem as questões referentes a violência e a drogadição e, depois queremos criminalizar e vitimizar ainda mais os jovens?.” Questionou o vereador.

21/09/2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *