Testemunhos da fé vistos pelo cinema

Seppir cobra providências para crime contra Cláudia Silva Ferreira
24 de março de 2014
Mandato Popular Participativo Vereador Anderson Prego busca transparência para as sessões da Câmara
24 de março de 2014
Exibir tudo

Testemunhos de Fé vistos pelo cinema

O projeto Testemunhos de Fé vistos pelo cinema é um projeto promovido por PUCPR e CEPAT/CJ-CIAS e tem o objetivo de proporcionar momentos de reflexão e debate nesta época de Páscoa. O ciclo contempla a mostra de filmes que abordam o posicionamento da Igreja Católica frente a ditadura militar, que neste ano completa 50 anos desde o golpe, em 1964.

O primeiro filme do ciclo, foi o documentário Ato de Fé, onde vários membros e ex-membros da Igreja Católica, juntamente com jornalisas e alguns outros envolvidos, relatam os momentos de tensão vividos na época e, principalmente, como os principais articuladores que lutavam contra a ditadura foram acolhidos pelos frades Dominicanos e também como foi planejada a execução de Carlos Marighela, um dos principais organizadores da resistência frente ao regime militar. O documentário trata ainda da manipulação feita pela imprensa com a finalidade de colocar os revolucionários contra os próprios Dominicanos, quando declaravam que Frei Tito e outros haviam traído seus companheiros, fornecendo informações para que Marighela fosse morto e outros companheiros, presos.

Após assistir ao documentário, o público ainda presenciou a fala do Pe Domenico Costella, o qual explicou alguns fatos ocorridos na época da ditatura brasileira, bem como a repercussão que ela teve ao redor do mundo. Tratou ainda, sempre referenciando documentos da Igreja, do posicionamento dos cristãos frente à busca por uma sociedade justa e fraterna. Na sequência foi aberto debate, aparecendo temas como a reedição da Marcha da Família com Deus, Comissão da verdade e Plano Condor.

 

Estão previstos mais três encontros, que acontecerão todos os sábados até o dia 12 de abril, sempre com início às 8h30.

24/03/2014

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *